Carregando Post...

Marcas, boas notícias: O Marketing de Influência pode ser uma ótima estratégia!

Tem influenciadores na TV, tem influenciadores nas redes sociais e você certamente já foi impactado de alguma forma!Neste artigo vamos falar sobre o marketing de influência e a importância dessa estratégia para as marcas.

Saiba que segundo uma pesquisa do Instituto Qualibest, influenciadores digitais já são a segunda fonte para tomada de decisão para a contratação de um serviço ou produto.

O mercado que envolve influenciadores digitais está cada vez mais amplo. Agências e marcas estão buscando as melhores maneiras de trabalhar o meio e obter resultados mensuráveis e relevantes.  

É pensando nesses aspectos que hoje nós vamos falar sobre o que é esse fenômeno Influenciadores Digitais no jeitinho digital de comunicar. Continua comigo! ⬇

O que funcionou no passado, hoje já não funciona mais!

Não faz muito tempo que o formato de fazer publicidade, e que deu certo por bastante tempo, era o investimento milionário em campanhas com pessoas influentes no momento. E todo esse trabalho acabava assim que o anúncio era veiculado. 

Marilyn Monroe GIF para ilustrar o marketing de influência

Esse formato não serve mais para nós e a principal culpada disso é a internet. Esse fenômeno resultou na mudança de relações pessoais, refletindo no modo como vemos o consumo, como nos comunicamos e até mesmo nossa própria linguagem.  

A democratização das redes também possibilitou que quase toda a população tenha acesso e busque informações. Não estamos mais acanhados com a possibilidade de fazer uma compra pela internet, ou até mesmo vender através dela. 

 

Se o comportamento do consumidor em relação a compra mudou, a maneira como se faz a comunicação também deve mudar!

 

Há quem diga que esta é a profissão do momento e de fato! O mundo no digital está mudando o mundo real e isso interfere também no mundo das profissões. No entanto, vamos para alguns pontos básicos para introduzirmos o assunto sobre influenciadores digitais:

 

  • Você sabe o que caracteriza um creator?

“Chama aquela atriz da novela, minha filha gosta muito dela.”  

É importante diferenciar um influenciador digital de uma celebridade. Não é a mesma coisa. A figura celebridade nunca está tão próxima a ponto de conversar com o seu público, é sempre um personagem, uma idealização. Não estamos dizendo que ambas não podem atuar juntas, isso tudo vai depender do seu objetivo.

Um influenciador digital possui características que seriam de “gente como a gente”, por isso passa mais confiança e reforça aquela atenção do público sobre experiências vividas e recomendadas por pessoas.

Há alguns informações em que nos baseamos para definir o que seria um creator: 

✓ Alcance; 

✓ Engajamento; 

✓ Relevância;

 

As métricas em relação à relevância e ao engajamento definem dimensões e se os creators estão criando ou não um bom conteúdo.

 

Essas métricas são importantes para conseguir definir quais são os influenciadores que melhor terão correspondência quanto à estratégia. É necessário olhar para todas essas possibilidades do mercado e saber filtrar.

 

  • Marketing de Influenciador é para todo mundo? 

Certamente não é para todo mundo e depende de vários fatores. Por isso é necessário definir objetivos e expectativas.

Ao traçar uma estratégia deve-se levar em consideração, não apenas afinidade e gostos pessoais, mas buscar também valores correspondentes ao da marca, dados demográficos e qualitativos.

 

Lembre-se que estamos lidando com pessoas e os resultados das ações podem ser vários e nunca seguirem uma linearidade.

 

O trabalho com influenciadores não quer dizer grandes audiências. Saiba que estamos sim falando sobre “panelinhas”, públicos muito bem definidos, e a escolha depende do objetivo que estamos traçando.

“Manda um produto para o influenciador postar foto no Instagram!”

 Na prática, o básico é estabelecer algo além do que apenas o envio de um kit para o stories, por exemplo. É extremamente importante ter uma comunicação entre marca e creator, que conte com uma apresentação e diálogo entre ambos. Até porque não é obrigação do influenciador postar tudo o que recebe. Vamos com calma e com coerência!

  • Influência na decisão de compra  

Todos nós certamente já pesquisamos produtos na internet, olhamos em portais de reclamações para saber o que falam sobre determinada marca. Você já comprou um produto em que as pessoas estavam se queixando? Certamente não. Em contrapartida, já deve ter comprado de alguma marca em que tenha lido sobre boas experiências.  

É disso que se trata a influência na decisão de compra. As pessoas estão deixando de lado a insegurança de adquirir algo desconhecido na internet e quando compram, pesquisam informações antes.  

 

“Muitas coisas mudaram no mundo digital, menos uma: o fato de que as pessoas continuam confiando apenas em experiências narradas por pessoas reais.”

 

É importante criar narrativas verdadeiras, em que pessoas sintam confiança. Esse é um dos porquês o mercado de influenciadores digitais está crescendo cada vez mais.

Nós já passamos da fase da célebre frase “Isso não é besteira? Logo passa essa febre de influenciadores digitais”. Entendemos que atualização e adaptação às mudanças são essenciais e, por isso, traçamos novas estratégias para nossos clientes.  

Conteúdo e relevância: como caminhar juntinho?  

Conteúdo é certamente a palavra que define o trabalho com influenciadores em quase todas as ações na internet. No entanto, nem sempre conteúdo quer dizer relevância e entender isso é o principal ponto para não traçar campanhas furadas.

Não há dinheiro que sustente uma empresa que só oferece conteúdo irrelevante na internet. Empresa nenhuma vive de anúncios, compra de seguidores etc. Tem que ter algo a mais para oferecer!

Existe uma coisa que fica martelando na minha cabeça em relação a esse assunto que são os tipos de conteúdos que são produzidos e quais, efetivamente, valem a pena. Qual seria a relação que buscamos com nosso público através do conteúdo.   

É certo que existem vários tipos de influenciadores e quando escolhemos trabalhar como sendo uma estratégia para o cliente, não estamos buscando atingir massas, mas sim dialogar com determinado público. Aprendemos que é (MUITO!) melhor dialogar com nichos do que com ninguém.  

Storytelling é o que grande parte dos influenciadores digitais oferecem, eles apresentam narrativas verdadeiras, conversas e conexões reais. E a melhor forma de resolver o problema de audiência da sua empresa nas redes sociais é compreender que Storytelling não é sinônimo de venda, mas sim de gerar valor.

Ter esse tipo de valor e relevância no mercado leva tempo, necessita de um trabalho pesado e estratégias que caminhem conjuntas ao marketing de influência.

Chegamos ao fim deste texto e eu espero ter dado algum embasamento sobre o Marketing de Influência e a nova maneira de divulgar produtos na internet. Logo vamos aprofundar ainda mais alguns dos tópicos citados acima. 😉Esclarecemos algumas ideias em relação aos Influenciadores Digitais ou despertamos ainda mais pulgas atrás da orelha? Será um prazer conversar um pouco mais sobre o assunto!

Comentários

Deixe um Comentário

Posts Recentes

10/Setembro/2018

4 técnicas de SEO mais...

10/Setembro/2018

Marcas, boas notícias: O...

Categorias


Onde estamos ? clique no mapaFechar Mapa

Entre em Contato

Vamos trocar algumas ideias!

Telefone

(73) 9 8116-5667

Email

contato@brjagencia.com.br

Localização

Agência Digital